Protocolo Intensivo PediaSuit

Ana Raquel com os terapeutas Sandra e Rafael

A postagem de hoje é feita em parceria com a Terapeuta Ocupacional Sandra C. P. Volpi, que irá nos explicar um pouco sobre o método de terapia intensiva Protocolo PediaSuit. O PediaSuit é um dos recursos de reabilitação física mais modernos da atualidade e trabalha com o alinhamento postural através de uma vestimenta específica, que estimula o reaprendizado de movimentos corporais por meio de exercícios intensivos. Por isso, o PediaSuit é indicado para a maioria dos distúrbios de movimento e para diferentes faixas etárias, mas requer uma avaliação clínica inicial para a elaboração das sessões de terapia de acordo com cada caso em específico.

Recentemente, através de uma ação judicial, obtive o ganho de sessões de PediaSuit com a Sandra Volpi, que também é minha terapeuta há mais de 20 anos. Faz um mês que iniciei a terapia e, no que eu puder ajudar, fico à disposição dos leitores para o esclarecimento de dúvidas a respeito do tema. As fotos que ilustram esta postagem são do meu arquivo pessoal das sessões de PediaSuit que já fiz até o momento.

Segue abaixo o texto da Sandra Volpi, onde ela conta sobre as origens do PediaSuit e suas aplicações na prática terapêutica. Continuar lendo

Anúncios

Autismo, Estereotipias & Ensino Estruturado

Nesta nova edição da Coluna do Especialista, o profissional Wesley Becker Vieira da Silva nos apresenta um texto com o tema “Autismo, Estereotipias & Ensino Estruturado”, baseado em seus estudos e vivências como coordenador pedagógico em Bauru/SP.

O Blog Dyskinesis já trouxe anteriormente uma matéria sobre o Transtorno do Movimento Estereotipado, mas agora o pedagogo Wesley aborda a relação deste distúrbio de movimento com o Transtorno do Espectro Autista (TEA) e também explica o método do Ensino Estruturado, voltado para o desenvolvimento das crianças que recebem o diagnóstico de TEA. Continuar lendo

O que podemos aprender com o tema da redação do ENEM 2017?

Como a maioria já deve saber, o tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio deste ano, divulgado e realizado no último dia 05, foi “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”. Sei que o Blog Dyskinesis é voltado para assuntos envolvendo as deficiências físicas conhecidas como discinesias, mas devido à ampla repercussão que o tema do ENEM teve nos últimos dias, e também atendendo a pedidos dos próprios leitores do blog, trago agora uma reflexão para analisarmos, que envolve não só a pessoa com deficiência auditiva, mas à grande categoria dos indivíduos com deficiência de forma geral. Continuar lendo

Carta à adolescente que eu fui um dia

Na postagem de hoje, resolvi adaptar uma carta pessoal enviada a um conhecido que está passando por um momento semelhante ao que passei também quando era adolescente. Senti que o texto poderia, quem sabe, ser útil a outras pessoas com deficiência, então, o reescrevi para ser publicado aqui no Dyskinesis. Continuar lendo

Reflexões sobre a sociedade e seus discursos de superação

Anunciando a parceria com o Distonia Saúde, apresento aos leitores do Dyskinesis minha primeira postagem no site da amiga Nilde Soares! O novo texto é uma reflexão sobre os chamados “discursos de superação” que a nossa sociedade costuma usar para se referir às pessoas com deficiência.

“Você já reparou em como as pessoas com deficiência costumam ser retratadas pela mídia? Grande parte das reportagens e menções a respeito destas pessoas vem permeada pelos chamados discursos de superação. ‘Fulano superou sua deficiência X e hoje estuda/trabalha /casou-se/etc.’. Ou ‘Apesar de ter a deficiência Y, Cicrano é feliz/venceu na vida/é um exemplo a ser seguido’. E qual seria o problema de se utilizar tais expressões, tão difundidas e presentes no senso comum?” Continuar lendo

E se eu não tivesse uma deficiência?

Creio que a pergunta-título desta postagem é uma das indagações mais comuns, que a maioria das pessoas com discinesia (ou com qualquer outro tipo de deficiência) acaba fazendo em algum momento de sua trajetória. Tanto para os indivíduos que já nasceram com um distúrbio de movimento, quanto para aqueles que o adquiriram posteriormente, considerar e comparar as possibilidades da vida com e sem a deficiência são ações que costumam fazer parte do processo de autoaceitação de sua condição. Continuar lendo

Resenha da série Atypical

Hoje, a seção de Conteúdos Audiovisuais vai dar espaço para uma indicação de série da Netflix que eu penso ter tudo a ver com a temática dos assuntos que debatemos regularmente aqui no Blog Dyskinesis.

A primeira temporada da série Atypical estreou na Netflix dia 11 de agosto deste ano, e conta com oito episódios de cerca de meia hora cada. A história gira em torno do adolescente Sam (interpretado por Keir Gilchrist) e sua família. Sam tem Transtorno do Espectro Autista (TEA), e a narrativa se desenvolve a partir do momento em que ele decide arrumar uma namorada. Continuar lendo