Blog Dyskinesis completa um ano de existência

A postagem de hoje é em comemoração ao primeiro ano do Blog Dyskinesis. Estou muito feliz e grata às repercussões e aos resultados que o blog alcançou e quero compartilhar tudo com vocês, leitores. Pois vocês são o principal motivo da existência e das conquistas que o Dyskinesis obteve até agora! Continuar lendo

Questão de Terminologias – Discinesia

No primeiro texto da subseção “Questão de Terminologias” aqui no Dyskinesis, apresentei as dúvidas relacionadas ao termo Paralisia Cerebral e os porquês de ele estar caindo em desuso atualmente. Agora, retorno com um assunto mais geral nesta área. Após um leitor do blog me perguntar sobre uma palavra que utilizo com frequência aqui nas postagens do Dyskinesis, percebi a necessidade de se fazer um post explicativo a respeito disso. Então, vamos debater sobre o próprio termo discinesia! Continuar lendo

Mi historia con la Distonía Cervical – Miguel Martínez

Em português: Uma surpresa para vocês, leitores: a postagem de hoje é bilíngue (português/espanhol). O Dyskinesis recebeu recentemente um relato de Miguel Martínez, venezuelano de 65 anos, formado em Engenharia de Sistemas, que acompanha o blog e tem Distonia Cervical há 40 anos! Na época da manifestação de seu distúrbio de movimento, os conhecimentos da medicina na área eram ainda menores e também não havia internet para a troca de experiências de vida. Imaginem então como era difícil ter informações sobre as nossas condições físicas e encontrar outras pessoas com a mesma deficiência! Miguel relata a seguir um pouco de sua jornada em busca de tratamento para a Distonia Cervical na década de 1970. Leia o texto de acordo com o idioma de sua preferência.

En español: Una sorpresa para ustedes, lectores: el post de hoy es bilingüe (portugués/español). El Dyskinesis recibió recientemente un relato de Miguel Martínez, venezolano de 65 años, con grado en Ingeniería de Sistemas, que acompaña el blog y tiene Distonia Cervical hace 40 años. En la época de la manifestación de su trastorno de movimiento, los conocimientos de la medicina en el área eran aún menores y tampoco había internet para el intercambio de experiencias de vida. ¡Imaginen entonces cómo era difícil tener información sobre nuestras condiciones físicas y encontrar a otras personas con la misma discapacidad! Miguel relata a seguir un poco de su jornada en busca de tratamiento para la Distonia Cervical en la década de 1970. Lea el texto de acuerdo con el idioma de su preferencia. Continuar lendo

Dyskinesis participa da Feira Reatech 2017

Pessoal, para quem ainda não sabe, além de ser autora do Blog Dyskinesis, eu sou assessora de imprensa da ADAP (Associação dos Deficientes Auditivos, Pais, Amigos e Usuários de Implante Coclear) em Bauru/SP e, no dia 04 de junho (domingo), fui conferir, tanto para a ADAP quanto para o Dyskinesis, as novidades e exposições da Feira Reatech – Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade, em São Paulo. Continuar lendo

O tradutor-terapeuta e seus sócios Mr. Parkinson e Da. Distonia

O Espaço do Leitor de hoje traz um relato literário de um amigo do Blog Dyskinesis que convive com dois distúrbios de movimento, a doença de Parkinson e a Distonia Cervical. Gonzalo G. Acquistapace, ítalo-uruguaio residente em São Paulo, é tradutor e ghost-writer. Há 10 anos é coordenador de um pronto-socorro de traduções 24 horas. É editor também de uma página de autoajuda no Facebook. Atualmente, realiza cursos intensivos de terapias holísticas e desenvolve projetos relacionados com a função coadjuvante de atividades culturais, intelectuais e físicas na estimulação cerebral e na produção de dopamina nas pessoas afetadas pelo Parkinson. Seu e-mail para contato é tradutor24horas@uol.com.br Continuar lendo

Interagindo com uma pessoa com discinesia

Sabemos, não é de hoje, sobre a influência dos gestos e das expressões corporais na comunicação verbal. O ser humano é um animal social por natureza e, para transmitir ideias e sentimentos aos demais, se utiliza de todos os recursos ao seu alcance, orais e gestuais, para se comunicar.

Então, já parou para pensar sobre como uma discinesia impacta, direta ou indiretamente, a interação social face a face, principalmente nos casos moderados a severos? Um distúrbio de movimento pode interferir nos processos comunicativos de várias maneiras, e citarei duas das mais comuns: quando a discinesia afeta as características da voz do indivíduo e/ou quando causa alterações nos músculos faciais ou em outras partes do corpo. Continuar lendo