O conceito do Dyskinesis

Na postagem de hoje, vou apresentar a estrutura do Blog Dyskinesis e a criação do logotipo da marca pela designer Marluci Scopel. Como já explicado na postagem anterior, o principal objetivo desse blog é levar informação, entretenimento e representatividade para as pessoas com distúrbios de movimento e profissionais da área ou curiosos interessados nesse tema específico das deficiências físicas.

Escolhi a plataforma digital e o formato Blog para o Dyskinesis considerando a possibilidade de produção de conteúdos multimídias, fácil acesso e maior personalização e interatividade com os leitores, que poderão enviar depoimentos e sugestões de pautas a serem publicados no blog.

Como futura jornalista e também pessoa com Distonia há 21 anos, sinto que a área midiática sobre distúrbios de movimento carece não apenas de informações atualizadas, mas também de conteúdos representativos, com formação de opinião e materiais de entretenimento.

Por isso creio que o formato Blog jornalístico se encaixa perfeitamente com as propostas do Dyskinesis, ao possibilitar que não somente notícias e reportagens sejam veiculadas, mas também histórias de vida de pessoas com distúrbios de movimento, artigos de profissionais da área, entrevistas e outros formatos audiovisuais, textos reflexivos e de opinião da postadora.

Sendo assim, apresento a seguir as seções iniciais planejadas para esse blog: Sobre o Dyskinesis (postagens de apresentação e que falem sobre esse projeto), Notícias (postagens sobre novidades na área), Reportagens (matérias mais extensas e analíticas sobre algum assunto do tema), Conteúdos Audiovisuais (produções em áudio ou vídeo, minhas ou divulgações de terceiros, que tenham a ver com o blog), Espaço do Leitor (postagens com depoimentos ou histórias de vida), Coluna do Especialista (artigos de profissionais convidados a postar no blog sobre algum assunto da área em que atuam) e Cantinho Reflexivo (meus artigos de opinião ou reflexões sobre a experiência de se conviver com um distúrbio de movimento).

A cada semana será publicado pelo menos um texto pertencente a uma das categorias mencionadas acima, e a divulgação se dará pelas páginas oficiais do Dyskinesis em redes sociais, como no Facebook. Explico ainda que, inicialmente, algumas postagens poderão ter um enfoque voltado para a Distonia, por já terem sido produzidas como resultado de minhas vivências com esse distúrbio de movimento. Na medida em que o blog for crescendo, estarei incluindo textos relativos a todos os distúrbios de movimento conhecidos na atualidade.

—–

Agora apresentarei a vocês o processo de criação do logotipo da marca Dyskinesis, feita pela designer paranaense Marluci Scopel. Marluci logo dará mais detalhes sobre seu trabalho e sua história no Espaço do Leitor, já que ela também possui Distonia generalizada.

Para representar em um símbolo a essência das discinesias, definiu-se como norte para o projeto o conceito de movimento. Pessoas com esse tipo de deficiência costumam ter movimentos involuntários, torções musculares, entre muitos outros sintomas. Para a construção da marca do Blog Dyskinesis, levou-se em conta sua função principal: a de instruir seus leitores através da transmissão de informações de maneira clara e objetiva.

Tendo por base o movimento e a transmissão de informações, definiu-se então o cata-vento como a melhor opção para o símbolo da marca. Este objeto, muito presente em brincadeiras infantis, vem para demonstrar o movimento constante presente nas pessoas com esses distúrbios, e o blog, movido pelos ventos da informação, ajudará a instruir o público sobre esse tema.

A cor escolhida para o design foi a azul, muito presente em logos sobre Distonia (um dos tipos de discinesia). O azul foi utilizado nas hélices do cata-vento em um tom turquesa, para demonstrar frescor e leveza e, em seu centro, foi empregado um tom azul escuro, mostrando a credibilidade do blog em questão.

A fonte utilizada é em formato arredondada, mostrando aconchego em cada curva, gerando um conforto visual. Verifica-se na letra “e” do logo uma pequena inclinação para cima, remetendo novamente às pessoas com Distonia e demais distúrbios semelhantes, que constantemente torcem o pescoço de forma involuntária.

Amei o projeto gráfico do Dyskinesis. Muito obrigada, Marluci!

Atualização do dia 22/03/2017: Após a avaliação do Blog Dyskinesis como Trabalho de Conclusão de Curso (veja aqui na íntegra), a autora Ana Raquel, junto com a designer Marluci, alteraram levemente o logotipo do Dyskinesis, acrescentando a cor azul em uma das hélices do cata-vento e arredondando as suas bordas, segundo sugestão feita pela banca avaliadora da Unesp. Tais alterações foram feitas com o objetivo de quebrar um pouco a simetria do logotipo, simbolizando o padrão postural e a singularidade das pessoas com distúrbios de movimento.

 

Por Ana Raquel Périco Mangili.

Anúncios

Comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s